12 de mar de 2009

Em busca da coca cola perdida – Uma pescaria divertida – Parte II

Continuando com a segunda parte desta aventura, no caminho de volta da pescaria ainda tinhamos que voltar os 2km e agora embaixo de chuva. Tivemos que enfrentar tudo denovo, muita lama, e em alguns trechos água acima da cintura. Esqueci de mencionar que eu e Renato estavamos revezando quem carregava o isopor que estava pesadíssimo com nossos refrigerantes e gelo. Ao chegar em um dos trechos, em que teríamos que atravessar aproximadamente 100m com a água na cintura, vimos uma cena linda, muitas borboletas voando, milhares delas com um arco íris ao fundo, e resolvi filmar. Ao entrar no trecho de água, Renato teve a idéia de deixar o isopor boiar, e foi somente empurrando pela água. Ao chegar no meio do caminho tivemos a idéia de brindar aquele momento, dentro da água e com o isopor boiando e embaixo de chuva. Acreditávamos que a câmera estava gravando tudo, e ia ficar um vídeo muito bom mesmo pois estava tudo muito bonito, porém no meio da gravação a câmera desligou (não me pergunte porque) e não gravou nada para nossa decepção. Até pensamos em voltar e fazer tudo denovo mais ficamos sem coragem de enfrentar todo aquele caminho dentro da água denovo e também achamos que não seria tão espontâneo quanto da primeira vez. Ao menos ficamos com a recordação em nossas memórias… Continuando nossa caminhada carreguei o isopor por um tempo e logo passei para Renato, sem isopor ao andar um pouco acabei escorregando na lama e tomando um tombasso, todos riram muito claro, e eu afirmei que cai porque não estava segurando o isopor e meu equilíbrio estava nele (triste ilusão). Depois disso Renato me passou o isopor para “me manter equilibrado” e, após alguns passos, escorreguei denovo e me arrebentei mais ainda no chão jogando o isopor longe e provando que minha teoria estava errada rsrs. Algum tempo depois consegui fazer a câmera funcionar novamente e gravar um pouco da nossa caminhada, repare no vídeo a nossa animação neste momento, o trecho cheio de lama e a chuva.

Depois desse trecho já estávamos quase de volta ao carro, mas o destino ainda nos reservava mais um acontecimento no mínimo curioso, que será contado na parte III. Não deixe de conferir!!!

TO BE CONTINUED…

Nenhum comentário:

Postar um comentário