2 de mar de 2009

Sobre Anzóis

anzois O anzol muitas vezes é tido como um acessório com o qual o pescador não precisa se preocupar. Mas, na verdade, este pequeno artefato de metal é fator decisivo nas pescarias e se não for bem avaliado, pode prejudicar a pescaria. Para ser considerado ótimo, uma anzol deve ter algumas características, tais como ponta aguçada, anzois1 ser muito penetrante (que fisga fácil), capacidade de reter o peixe fisgado, resistência e durabilidade. como se trata de qualidades difíceis de conciliar, na prática prioriza-se uma ou outra conforme se esteja praticando pesca leve ou pesada, ou seja, o enfoque em relação às qualidades do anzol muda em função da categoria de pesca. Na pesca de peixes de grande porte, dá-se ênfase à resistência, enquanto na pesca de peixes pequenos o mais importante é que o anzol seja "matador", isto é, que fisgue facilmente o peixe. 
Portanto, é importante que se atente para alguns detalhes, que serão abordados abaixo.

ÂNGULO DO OLHO:

Fechado

Reto

Aberto

a3 a2 a1

FORMATO DO OLHO:

Argola

Agulha

Pata:

É o modelo mais comum, sendo possível atá-lo com diversos tipos de nós.

É o modelo mais utilizado em pesca oceânica. É o modelo que transmite maior sensibilidade à linha.
 b1  b2  b3

HASTE:

Longa

Standard

Curta

Farpada

 c1  c2  c3  c4

TAMANHO

Para saber o tamanho adequado dos anzóis que se pretende usar, é importante ter em mente as espécies que se deseja capturar. Também é bom conhecer um pouco sobre estes peixes, como por exemplo: saber a posição da boca, o tamanho e hábitos alimentares. Com um anzol muito grande, dificilmente os peixes conseguirão acomodá-lo na boca e, dependendo da espécie, será impossível capturá-la. Por outro lado, anzóis pequenos causam muitos estragos no peixe, pois eles o podem engolir e machucar órgãos internos como brânquias e estômago.
O número que define o tamanho de um anzol é usado individualmente por cada fabricante. A escala mais comumente usada em pesca esportiva é a da Mustad. O tamanho do anzol é inversamente proporcional a numeração do mesmo, até o número 1. A partir deste tamanho, a razão é proporcional e a numeração é acrescida do /0.

d

ESPESSURA

A espessura está diretamente relacionada à resistência do anzol. Os anzóis finos são ótimos para pesca de peixes com a boca frágil, como Carpas, ou com os lábios grossos. Os anzóis finos penetram mais e proporcionam uma melhor fisgada, além de machucarem menos os peixes.

FISGA

Mantendo a fisga sempre afiada, você terá maior eficiência no ato de fisgar o exemplar, além de que você pode usar linhas mais finas, tornando sua pescaria mais esportiva e emocionante.

COR

Embora este item não seja tão relevante, deve ser levado em conta como um fator que pode interferir na quantidade dos ataques. Às vezes, ouve-se falar que a pessoa jogou só a linha e o anzol sem isca na água e capturou um peixe. Isto pode acontecer devido à cor, podendo o anzol ter sido um atrativo para o peixe. Lembre-se: nem sempre a cor está ligada à qualidade do anzol.

CONSERVAÇÃO

Outro detalhe que temos que prestar a atenção que é o mais desprezado é a conservação dos anzóis. É comum vermos pescadores usando anzóis enferrujados, com uma péssima conservação. Pescar com anzóis assim é muito arriscado, como por exemplo, no momento da fisgada, se for um exemplar de um bom porte, o anzol pode se romper. Anzóis assim são também um grande perigo para o próprio pescador, podendo ele se fisgar com o mesmo, tendo grandes chances de adquirir uma infecção, como o tétano.

PRINCIPAIS TIPOS DE ANZOL E SUA UTILIDADE:

Os anzóis descritos abaixo e suas utilizações são baseados em vivências de outros pescadores. Mas, apesar disto, você pode ter outras experiências e métodos para usá-los. Mande-nos sua opinião.

Anzóis Japoneses (Gamakatsu - Maruseigo - etc):
Estes anzóis são excelentes para fisgar, muito usados em competições. O peixes mais comumente fisgados são pampo, robalo, piapara, papa-terra (betara), lambari, matrinchã, piraputanga, etc.

f1

Anzóis para minhoca artificial:
Especialmente desenhados para acomodar minhocas artificiais e outras iscas de silicone. Peixes fisgados: black bass.

f2

Anzóis para pesca pesada:
São anzóis forjados e ultra-resistentes, as argolas normalmente são do tipo olho de agulha ou convencionais, porém soldados. Peixes fisgados: marlins, atuns, cavalas, dourados, jaús, piraíbas, etc.

f3 

Anzol Beak:
Resistente e fisga firmemente. Peixes: apapá, aruanã, bagre, barbado,black-bass, cachara, cachorra, carpa, corvina de água doce, dourado, jatuarana, jaú, mandí, pacu, palmito, piau, piava, piavuçú, piracanjuba, piraiba, piranha, piraputanga, pintado, tabarana, tambaquí, tilápia, traíra, trairão e tucunaré.

f4

Anzol Bowed:
Resistente e com fisgada profunda. Peixes: carpa, dourado, prejereba, miraguaia, pirará.

f5

Anzol Carlisle:
Haste longa, evita que peixes com dentes cortem a linha. Peixes: bagre (água doce e salgada), piranha, traíra, corvina de água doce.

f6 

Anzol Crystal:
Fisgam facilmente peixes de boca pequena. Peixes: acará, apaiarí, curimbatá, lambarí, piau, piava, tilápia, papa-terra (betara), pampo.

f7

Garatéia:
União de três anzóis, utilizadas com iscas excessivamente moles, são utilizadas em iscas artifíciais. Peixes: espada, barracuda e carpas.

f8 

Anzol Kirby:
Utilizados com íscas vivas. Peixes: tucunaré, tilápia, traira, lambarí, acará, bagre, matrinchã.

f9 

Anzol O' Shaugnessy:
Muito versátil e resistente. Peixes: anchova, tambaquí, pampo, robalo, corvina.

f10

Anzol Wide Gape:
Mantém as iscas vivas por mais tempo e com maior liberdade de movimento. Peixes: pescada e robalo.

f11

Trecho extraído de:

http://www.pescamadora.com.br/anzois.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário